XII CINEMA COMENTADO IESI / FENORD

FILME: O SORRISO DE MONALISA

O XII cinema comentado também contou com a casa cheia, pipoca e guaraná. A produção cinematográfica analisada retrata a submissão da mulher na década de 50, de uma sociedade conservadora e machista, em que as mulheres são orientadas para serem excelentes mães, esposas e donas de casa.
O elemento principal formador desta submissão se deu na escola Wellesley College cuja ideologia era totalmente conservadora. Neste contexto a professora Katherine Watson foi contratada para lecionar sobre história da arte moderna. Sua formação dava-se numa perspectiva liberal, opondo-se totalmente aos princípios da escola. Foi nesse âmbito educativo tradicionalista que a professora Katherine Watson, chega com uma inovadora proposta de ensino: esquece os livros e introduz as alunas, ensinando de uma forma simples através de apresentação de slides de obras famosas, uma nova concepção do que seria a arte moderna. Essa docente também tenta colocar para as alunas que elas não precisam ser tão somente esposas cultas e responsáveis, mas também a seguirem uma carreira, buscarem uma profissão na qual se realizassem e se sentissem úteis.
Apesar da professora querer imprimir novos valores ainda existia a resistência de algumas alunas em aceitar que a mulher podia se realizar profissionalmente sem abrir mão do casamento. A ideologia que predominava era que suas vidas foram feitas para o matrimônio, sendo assim, seria uma afronta à sociedade e a sua família, a mulher se tornar independente e ter uma promissora carreira profissional, deixando em segundo plano a constituição familiar.
Contudo, torna-se perceptível que o pensamento liberal explicitado pela professora encontrou obstáculos para a sua propagação, já que seus princípios se contrapunham aos ideais conservadores daquela sociedade O professor coordenador do evento, Dr. Rosângelo Rodrigues de Miranda aproveitou a excelente oportunidade para promover uma reflexão com os acadêmicos, incentivando-os a enfrentarem os desafios da vida.


Fundação Educacional Nordeste Mineiro
Home | Facebook